• (11) 2958 0768
  • antares@antarescontabilidade.com.br

O CEO da SpaceX, Elon Musk, revelou em seu perfil oficial no Twitter o visual do Starlink, que tem como objetivo melhorar a cobertura global do sinal de internet. A imagem mostra 60 unidades do satélite dentro do nariz do foguete Falcon 9, que também pertence à empresa de exploração espacial e será o responsável por fazer o transporte dos dispositivos.

O projeto completo prevê cerca de 12 mil satélites na órbita terrestre, e ao menos metade precisa ser lançada nos próximos 6 anos, de acordo com a aprovação da Comissão Federal de Comunicações (FCC), o órgão de telecomunicações dos Estados Unidos. Porém, o plano da SpaceX envolve colocar tudo em baixa órbita terrestre até a metade de 2020.

    First 60 @SpaceX Starlink satellites loaded into Falcon fairing. Tight fit. pic.twitter.com/gZq8gHg9uK
    — Elon Musk (@elonmusk) May 12, 2019

Ao todo, os aparelhos serão lançados em 2 grupos, um com 4.409 satélites e outro com os 7.518 restantes. Porém, essa divisão deverá começar com 6 lançamentos de 60 satélites cada, o suficiente para estabelecer uma cobertura mínima de sinal. Sobre a leva inicial, Musk foi direto e escreveu: "Muito provavelmente dará errado na primeira missão".

Até agora, só dois satélites da Starlink estão no espaço: o TinTin A e o TinTin B, enviados unicamente para teste de infraestrutura. O primeiro lançamento poderá acontecer nesta quarta-feira (15), então fique ligado no TecMundo para mais novidades.

Fonte: TecMundo | 15/05/2019